Borra de café nas plantas: saiba como aproveitar o pó como adubo

A borra de café é excelente fonte de nutrientes, além de aumentar a quantidade de matéria orgânica na terra e inibir a proliferação de fungos

0

A borra de café nas plantas pode ter diversas finalidades. Entre elas, destacamos a presença do nitrogênio, composto primordial para as plantas se desenvolverem bem. Ela também ajuda a aumentar a quantidade de matéria orgânica no solo e pode inibir a proliferação de microrganismos. Por isso, confira mais detalhes, saiba como usar corretamente e também os cuidados necessários.

Para que serve a borra de café nas plantas?

O maior benefício da borra de café nas plantas é o grande volume de nitrogênio presente nela. O engenheiro agrônomo Gaspar Yamasaki afirma que 10% de todo o volume da borra de café é composto de nitrogênio. E o nitrogênio, por sua vez, é um dos componentes mais necessários para que as plantas se desenvolvam bem. Inclusive, esse composto está presente no famoso adubo NPK, que também é composto por fósforo e potássio.

O nitrogênio atua principalmente nas raízes das plantas, o que proporciona as condições ideais para o desenvolvimento dessa parte da planta. E quando falamos em desenvolvimento das raízes, falamos também em crescimento saudável das plantas. É por isso que a borra de café é um ótimo adubo para estimular o crescimento das suas plantinhas. Mas além do nitrogênio, a borra de café também é composto com carbono, que colabora para aumentar a quantidade de matéria orgânica na terra. Então, quando uma planta precisa de um substrato rico em matéria orgânica, a borra de café também pode ajudar.

Outros componentes interessantes da borra de café são os óleos essenciais, responsáveis pelo cheirinho do café que permanece mesmo na borra. Esses óleos essenciais são antimicrobianos e fungicidas e portanto podem evitar a proliferação de microrganismos no solo. Contudo, esse benefício ainda precisa de mais estudos para ser comprovado.

Como adubar com borra de café?

A primeira dica do engenheiro agrônomo é colocar a borra de café na sua composteira. A borra de café atua equilibrando as quantidades de nitrogênio no processo de compostagem e é bem interessante. Contudo, sabemos que a maioria das pessoas não possui uma composteira em casa, mas há outras formas de adubar com a borra de café, confira.

Como usar a borra de café nas plantas

Gaspar Yamasaki recomenda que a borra de café seja utilizada como cobertura morta. Ou seja, espalhando a borra de café na superfície de vasos ou mesmo do solo da horta ou outras plantas que estão no chão. É preciso espalhar de forma uniforme na cobertura, sem enterrar. O que acontece neste processo é que a borra de café se decompõe aos poucos e lentamente libera os nutrientes na terra. Quando o processo acontece desta forma não há chances de sobrecarregar a terra e prejudicar as plantas. Assim você garante apenas os benefícios da borra de café!

Adubo líquido com borra de café

Apesar de existirem diversas receitas na internet sobre o adubo líquido feito com borra de café, Gaspar Yamasaki afirma que essa pode não ser uma boa ideia. Isso porque boa parte dos nutrientes presentes na borra não são solúveis em água. Ele recomenda que a melhor maneira de aproveitar os benefícios é a partir da borra sem água, logo após passar o café.

O açúcar influencia?

Quem já passa o café com açúcar pode ter essa dúvida, mas o engenheiro agrônomo garante que o açúcar não influencia nos nutrientes. Contudo, é preciso ter apenas um cuidado. O açúcar pode atrair formigas, especialmente se já esses insetos já estão por perto. Então se você tem problemas com formigas nas suas plantas, o melhor a se fazer é aplicar a borra sem açúcar.

Em quais plantas posso usar?

borra de café nas plantas
Foto: Pexels

Boa parte das plantas aceita bem a borra de café como adubo, desde que seja feito da forma correta e em pequenas quantidades. Todas as plantas possuem necessidade de nitrogênio em seu solo e é especialmente eficaz para quando a planta não está se desenvolvendo completamente. Além disso, as plantas que gostam de solo rico em matéria orgânica, como é o caso das orquídeas, suculentas, begônias, entre outras, também podem ser bastante beneficiadas. Vale lembrar que se deve estudar sobre as necessidades de nutrientes de cada planta antes de aplicar.

Cuidados ao aplicar a borra de café nas plantas

Não colocar uma camada mais espessa do que 1,5cm. Quando você cria uma camada muito grossa, há grandes chances dela se compactar. Quando o pó de café seca, ele forma pequenos blocos, que juntos prejudicam as regas. Vai ser muito difícil fazer com que a água fique uniforme na terra se a camada for muito espessa. Outro problema é o excesso de acidez que pode alterar o pH do solo, caso for utilizada em excesso.

Além disso, o engenheiro agrônomo alerta que algumas plantas não gostam da borra de café. É o caso da alfafa, gerânio, aspargo ornamental e mostarda. Portanto, vale adubar aos poucos e observar como a planta vai reagir. Não exagere na quantidade. Outro ponto importante é que somente a borra de café não irá fornecer um adubo completo para a sua planta. Ou seja, ela é apenas um complemento para a adubação tradicional. Novamente, é preciso pesquisar sobre as necessidades específicas das suas plantas.

E se você gostou, confira também como fazer adubo de casca de banana.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa nova política de privacidade. Tudo bem Mais detalhes