Bucha vegetal: 4 benefícios e como usar corretamente

Amplamente utilizada há muitos anos pelos brasileiros, ela é econômica, sustentável e pode ser grande aliada das tarefas domésticas

0

A bucha vegetal é amplamente utilizada há muitos anos. Antes das esponjas industrializadas serem fabricadas, ela era utilizada para diversas tarefas domésticas, além do banho, é claro. Mas você sabia que ela possui outras formas de uso? Conheça os benefícios, saiba as formas corretas de uso e dúvidas respondidas.

4 benefícios da bucha vegetal

imagem mostra bucha vegetal
(Foto: reprodução)

Um dos principais benefícios da bucha vegetal é no bolso, já que o preço é muito baixo. Mas além disso, ela também ajuda a ter uma casa mais sustentável. No banho, ela esfolia a pele, mas é preciso ter alguns cuidados, especialmente com as peles sensíveis. Confira mais detalhes.

  1. Preço: a bucha vegetal é bem mais barata do que as versões sintéticas. Tanto para tomar banho, como para lavar a louça ela faz bem para o bolso. É possível encontrar em feiras a partir de R$3 e também há a opção de plantar em casa e usar sem gastar nada.
  2. Durabilidade: sua durabilidade é outro fator de economia. As esponjas de cozinha tradicionais não duram mais que 1 mês, enquanto a bucha vegetal dura até 2 meses.
  3. Sustentável: diferente das esponjas sintéticas, que são feitas de plástico e não recicláveis, a bucha vegetal é totalmente natural. Ela pode ir para a sua composteira ou para o lixo orgânico. É uma forma de reduzir o uso de plástico no cotidiano.
  4. Esfoliante natural: a bucha vegetal é um ótimo esfoliante para a pele. Atua removendo as células mortas e promovendo a renovação celular. Também é boa para pelos encravados e foliculite. Mas é preciso tomar alguns cuidados, pois as peles sensíveis podem ficar ressecadas. Também não é recomendável fazer a esfoliação todos os dias. Utilize suavemente para tomar banho e esfolie algumas vezes por semana.

Como usar a bucha vegetal

Para aproveitar os benefícios da bucha vegetal é preciso utilizar corretamente. Ela pode substituir as esponjas de cozinha para lavar louça e fazer tarefas domésticas. Também pode fazer maravilhas pela sua pele e até te ajudar no momento de lavar as roupas. Confira como usar.

Bucha de cozinha

Uma das melhores substituições possíveis para uma casa mais sustentável é substituir a bucha convencional pela vegetal. Para isso, você só precisa cortar um pedaço do tamanho que preferir e utilizar para lavar a louça. E não, ela não risca as panelas antiaderentes, pois fica muito macia quando molhada. Se a sua bucha estiver muito dura é possível deixar de molho em água quente antes do primeiro uso.

Bucha de banho

Basta cortar a bucha no tamanho que achar mais adequado e utilizar normalmente no seu banho. No entanto, é preciso tomar cuidado com a proliferação de bactérias. Deixe a bucha pendurada e de preferência em um local com boa circulação de ar para que ela seque completamente. Não esfregue a pele com força todos os dias, já que pode causar ressecamento. No vídeo, a dermatologista traz algumas dicas para quem utilizar a bucha vegetal no banho. É muito importante hidratar a pele após o uso.

Na máquina de lavar

Por fim, um uso menos conhecido, mas muito eficaz é o de utilizar a bucha na máquina de lavar. Para isso, corte um pedaço de bucha do mesmo tamanho do filtro da sua máquina de lavar. Depois, faça um corte lateral na bucha, apenas para abrir, mas sem separar as partes. Por último, basta encaixar em cima do cesto.

Dúvidas sobre a bucha vegetal

imagem mostra bucha vegetal
(Foto: reprodução)

Há muitas dúvidas sobre a bucha vegetal e é preciso se informar antes de adquirir a sua. Por isso, selecionamos algumas dúvidas frequentes e respondemos abaixo.

Quanto tempo dura?

O tempo de duração da bucha vegetal pode variar dependendo das formas de conservação e do uso. Para bucha de lavar louças ela dura em torno de 2 meses. Já para bucha de banho o tempo é um pouco maior, chegando até 5 meses de uso. No entanto, é preciso verificar a aparência das buchas constantemente. Descarte se estiver escura, fina e amolecida. Para garantir maior durabilidade deixe secar em local ventilado e evite deixar em contato com a água por muito tempo.

Pode usar todos os dias?

Conforme trouxemos no tópico de como usar para o banho, depende muito da pele. Há peles que aceitam bem a bucha vegetal todos os dias, mas desde que os movimentos sejam suaves. A esfoliação é uma etapa recomendável de ser feita apenas 1x por semana para as peles secas ou normais e até 2x por semana para as peles mistas e oleosas. Portanto, vale testar e ver se a sua pele se adapta. Caso a bucha esteja muito rígida, faça o procedimento de amolecimento antes do primeiro uso.

Pode usar no rosto?

Essa dúvida também é bastante comum, já que existem muitas receitas na internet com a bucha para o rosto. Se for utilizada com o objetivo de esfoliação, é recomendável utilizar apenas 1 ou 2x por semana. O uso diário é contraindicado, já que pode remover a função barreira da pele. Mas lembramos que algumas peles mais sensíveis podem não se adaptar ao uso da bucha.

É comestível?

Sim! A bucha vegetal é considerada uma PANC (planta alimentícia não convencional) e quando está verde é comestível. Sua aparência é similar à da abobrinha e o preparo também. Geralmente é feita refogada e pode variar temperos e complementos como carnes, outros vegetais ou proteína de soja. Também pode ser preparada em ensopados.

Mas é importante destacar que ela só é comestível quando está verde. Além disso, as espécies comestíveis são a bucha lisa e a bucha de costela. A buchinha do norte  é tóxica. Se for preparar para o consumo, certifique-se de que é de uma das espécies comestíveis.

Gostou de conhecer mais sobre a bucha vegetal? Ela é mesmo uma ótima opção para uma casa mais sustentável e com menos plásticos. Aprenda também como fazer repelente natural.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa nova política de privacidade. Tudo bem Mais detalhes