Unhas quebradiças, o que pode ser? 7 causas comuns e o que fazer

Unhas fracas e quebradiças podem ser sinal de falta de vitaminas, anemia e até mesmo problemas de tireóide

0

Unhas quebradiças são um problema que vão muito além de estética, afinal, as unhas são indicativos de como anda a nossa saúde. As unhas fracas e quebradiças geralmente mostram alguma deficiência nutricional, causada por hábitos alimentares ruins ou dietas. Além disso, problemas de saúde como anemia, alterações na tireoide ou doenças de pele podem causar problemas na estrutura da unha. Entenda mais sobre o assunto e saiba como tratar.

Entenda a estrutura das unhas

Antes de conhecer as causas das unhas quebradiças, é interessante saber um pouco mais sobre a sua estrutura. A unha é uma lâmina formada por várias camadas finas de queratina. Sua função é a de proteger as pontas dos dedos, além de facilita diversas tarefas cotidianas.

unhas quebradiças o que pode ser
Foto: reprodução/ G1

Quando há algum problema e as unhas se tornam fracas, é comum que demorem algum tempo para crescer. As unhas das mãos levam entre 4 e 6 meses para crescer da raiz até a ponta. Mas se o problema for nas unhas dos pés, o tempo é ainda maior, já que leva entre 8 e 12 meses para que a unha cresça completamente.

Unhas quebradiças: o que pode ser? 7 causas comuns

As unhas são indicadores do nosso estado de saúde. Quando se tornam quebradiças, frágeis e não crescem como deveriam, pode ser sinal de deficiência de vitaminas, anemia e até mesmo alterações na tireoide. Portanto, conheça as 7 causas mais comuns que levam suas unhas a ficarem frágeis.

1. Falta de vitaminas

A causa mais comum de unhas quebradiças é a falta de vitaminas. Hábitos alimentares ruins, bem como fazer dietas sem acompanhamento nutricional podem detonar a saúde das unhas. A falta de alimentos ricos em ferro, vitamina D, selênio, zinco e vitaminas do complexo B deixam as unhas frágeis. Uma alimentação saudável e balanceada é responsável por manter unhas, pele e cabelos bonitos e saudáveis. Caso notar o problema, é interessante consultar um nutricionista para realizar exames e verificar os níveos dos nutrientes no seu organismo.

2. Uso de produtos de limpeza

O uso excessivo de produtos de limpeza também é um dos maiores responsáveis por unhas quebradiças. O contato direto das unhas com água sanitária, desinfetante e outros produtos abrasivos corrói a estrutura de queratina das unhas, deixando-as frágeis e quebradiças. A melhor solução para o problema é apostar em luvas durante a realização de tarefas cotidianas, até mesmo as mais simples como lavar louça. Também é preciso evitar o contato com acetona, portanto, prefira os removedores de esmalte sem acetona.

3. Roer as unhas

Outro hábito que detona não só a aparência das unhas, mas também a saúde, é o de roer unhas. Manter as unhas na boca e em contato com os dentes causa fissuras nas camadas de queratina, assim, após algum tempo é possível que as unhas se tornem quebradiças. Portanto, é interessante traças estratégias para abandonar o hábito. Usar um esmalte de gosto amargo, além de manter as unhas curtas e lixadas pode te ajudar. Em alguns casos, é possível consultar ajuda psicológica para deixar de roer as unhas.

4. Alterações na tireoide

As unhas quebradiças, no entanto, podem demonstrar problemas de saúde, como é o caso de alterações na tireoide. No caso do hipotireoidismo, condição na qual há uma diminuição do metabolismo, há também a diminuição no transporte de nutrientes paro o corpo. Assim, é comum que as unhas se tornem quebradiças e frágeis, assim como os cabelos e até mesmo a pele. Já no caso do hipertireoidismo, alteração na qual há o aumento na produção de hormônios, as unhas crescem mais rapidamente, porém, se tornam mais frágeis. Neste caso, é interessante consultar um endocrinologista, que poderá fazer o diagnóstico e receitar um tratamento.

5. Doenças de pele

Doenças causadas por fungos podem prejudicar a aparência e saúde das unhas, que se tornam quebradiças e tem seu crescimento prejudicado. Contudo, doenças de pele como a psoríase, responsável por causar erupções cutâneas e escamação, também podem deixar as unhas frágeis. Portanto, seja qual for a condição, é necessário consultar um dermatologista para diagnosticar o problema e atuar com a medicação necessária. No caso das doenças causadas por fungos, também é interessante evitar o contato com produtos de limpeza e abrasivos.

6. Anemia

A anemia é causada pela deficiência de nutrientes como ferro, vitamina B12, zinco e proteínas. Pode tanto ser causada por uma alimentação pobre em nutrientes, como por uma dificuldade em absorção do próprio organismo. Um dos principais sintomas da anemia são as unhas frágeis e a queda de cabelo. Outros sintomas como fadiga, palidez e tontura também podem ser notados. Ao notar qualquer um desses sintomas, procure imediatamente ajuda médica para repôr os nutrientes e ter uma dieta para combater a doença.

7. Envelhecimento natural

Por fim, uma das causas mais comuns de unhas frágeis é o envelhecimento natural. Sulcos verticais nas unhas, aspereza e unhas que se quebram facilmente são sinais de envelhecimento. Assim como as rugas aparecem na pele, as unhas também se transformam com o passar dos anos. Não há o que fazer para combater, já que envelhecer não é um problema. Contudo, é preciso proteger as unhas do contato com produtos de limpeza, além de utilizar removedor de esmalte sem acetona.

Minhas unhas estão quebradiças: o que fazer?

Foto: Canva Pro

Se as suas unhas estão frágeis, antes de mais nada, é preciso consultar o estado da sua saúde. Consulte ajuda médica e verifique como andam os nutrientes no seu organismo. Verifique também se há outros sintomas, como por exemplo, o ganho ou diminuição de peso, que podem indicar problemas na tireóide. Feito isso, há algumas dicas de como melhorar a saúde das unhas em casa. Confira.

  • Retire completamente o esmalte: sabe aqueles cantinhos com esmalte? É preciso remover completamente o produto entre uma esmaltação e outra para que não corra o risco de doenças causadas por fungos. Após remover, lave as mãos com água morna para garantir uma limpeza completa.
  • Use removedor de esmalte sem acetona: a acetona é muito abrasiva para quem está com as unhas quebradiças. Existem diversas opções de removedores que não levam a acetona em sua composição, opte por eles.
  • Hidrate unhas e cutículas: traumas na cutícula também podem deixar as unhas frágeis, portanto, cuide da saúde dessa região. Após remover o esmalte, hidrate suas mãos, unhas e cutículas. Deixe o produto agir por alguns minutos, lave e somente depois esmalte novamente.
  • Aplique uma base fortalecedora: antes de esmaltar, invista em uma boa base fortalecedora. Ela vai ajudar suas unhas a ficarem mais fortes, além de aumentar a durabilidade do esmalte.
  • Use luvas ao manipular produtos de limpeza: proteja suas unhas do contato com os produtos de limpeza, especialmente os mais abrasivos como água sanitária, querosene e desinfetante. Se as suas unhas estão frágeis, use luvas para qualquer trabalho doméstico.

E se você gosta de manter suas unhas sempre bonitas, veja também como fazer o esmalte durar mais.

FONTES: Tua Saúde, G1, Boa Forma.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa nova política de privacidade. Tudo bem Mais detalhes