Kimchi: receita tradicional coreana fermentada é repleta de benefícios

O tradicional kimchi, como todo alimento fermentado, é rico em probióticos, além de ser uma excelente fonte de fibras

0

O kimchi é um prato típico coreano composto por vegetais com salmoura e diversos temperos. No preparo clássico, o kimchi também passa por um processo de fermentação, o que torna o alimento muito benéfico para a saúde. Apesar de clássico, o kimchi tem várias formas de preparo que envolvem diferentes tipos de ingredientes. Por isso, saiba mais sobre esse prato tão importante para a cultura coreana, como preparar e os benefícios para a saúde.

O que significa kimchi?

A palavra kimchi é derivada de outra palavra coreana, shimchae, que significa vegetais salgados. Isso porque se utiliza bastante sal e outros condimentos no preparo do alimento típico coreano. O kimchi é tão importante para a cultura coreana que faz parte do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, feito pela UNESCO.

O que vem no kimchi?

O kimchi possui centenas de variações de formas de preparo e de ingredientes. Os principais temperos utilizados no preparo são o alho, pimenta chili, farinha de arroz, açúcar, molho de peixe e uma boa quantidade de sal. Algumas versões levam frutos do mar ao invés de molho de peixe. Contudo, há versões veganas da receita, ou seja, sem peixe ou frutos do mar. É possível tanto fazer em casa como encontrar para comprar as diferentes versões.

Kimchi é feito de que?

O kimchi é preparado com um vegetal base, que na maioria das vezes é a acelga, também chamada de couve chinesa ou rábano. No Brasil, a receita também é bastante preparada com repolho no lugar da acelga. Outras opções de vegetais para o preparo são a cenoura, rabanete, pepino e o nabo coreano. Basicamente é possível fazer a receita com uma grande gama de opções de vegetais, que variam de acordo com a disponibilidade e o seu gosto.

Quais os benefícios do kimchi?

Foto: Canva Pro

Na cultura coreana o kimchi é consumido em quase todas as refeições e todas as famílias têm um pote com o fermentado na geladeira. Seja como prato principal ou acompanhamento, além do sabor, o prato é consumido por ser diversos benefícios para a saúde. O alimento fornece vitaminas essenciais para o bom funcionamento do organismo, além de ser rico em probióticos, como todo produto fermentado. Quando feito com folhas, também é rico em fibras. Veja os benefícios:

  • Auxilia o trato digestivo: todo alimento fermentado é rico em probióticos, que são bactérias benéficas para o trato digestivo. Por ser rico em fibras, auxilia o bom funcionamento do intestino, além de promover a sensação de saciedade.
  • Fortalece o sistema imunológico: um sistema imunológico forte depende de uma série de fatores. Contudo, o alho presente no kimchi é responsável por beneficiar a imunidade, o que explica a longevidade do povo coreano.
  • Antioxidante: ingredientes como pimentão, gengibre, cebola e outros condimentos presentes no kimchi são antioxidantes, que atuam contra o envelhecimento precoce e a prevenção de diversas doenças.
  • Ajuda no processo de perda de peso: o consumo de fibras, probióticos e condimentos como pimenta e gengibre ajudam no processo de perda de peso. Ainda que, de fato, não façam perder gordura, as fibras atuam na saciedade, o que reduz o apetite em excesso. Os probióticos regulam o intestino e tiram a sensação de inchaço. Já a pimenta e o gengibre aceleram o metabolismo e previnem a retenção de líquidos.

Além de todos os benefícios do kimchi para a saúde, o prato também é muito econômico e fácil de ser encontrado na Coreia. Os ingredientes para a produção são acessíveis, fáceis de serem encontrados e o preparo não é difícil. Na Coreia, o prato é muito importante para fortalecer a economia local e uma forma de se alimentar bem com baixo custo.

As informações são da revista Koreain.

Como fazer kimchi: 4 receitas para testar

O prato tradicional coreano é um fermentado feito com acelga ou repolho, mas pode levar outros vegetais como nabo, cenoura, entre outros. É interessante notar que cada família possui a sua receita e por isso existem tantas diferentes. Aqui, trouxemos a tradicional de acelga, uma de repolho e também o kimchi branco, que é sem pimenta. Além disso, há uma dica de substituição do caldo de peixe para uma receita vegana. Confira.

1. Receita tradicional coreana com acelga

  1. Comece partindo ao meio uma acelga chinesa de aproximadamente 2kg e remova o miolo;
  2. Então, fatie em pedaços largos, coloque em uma bacia e salgue bem;
  3. Depois, cubra com água e deixe descansar durante 3 horas até murchar;
  4. Passadas as 3 horas, lave a acelga e reserve;
  5. Fatie um nabo de aproximadamente 30 cm, coloque 1 colher de sal e deixe descansar durante 10 ou 20 minutos;
  6. No liquidificador, pique 1 maçã, 1 pimentão vermelho, meia cebola grande, 1 colher de gengibre ralado, 2 xícaras de caldo de peixe e adicione 3 colheres de pimenta coreana bem cheias. Bata tudo muito bem até fica homogêneo;
  7. Adicione o tempero batido em uma tigela. Então, acrescente meia cebola média fatiada, 2 maços de cheiro verde, 1 colher de sopa de alho triturado, 1 colher de sopa de açúcar e meia colher de sopa de sal e misture bem. Utilize luvas para não arder as mãos;
  8. Deixe o tempero descansar 15 minutos e em seguida, adicione a acelga. Use um recipiente bem grande para facilitar a misturar. Misture bem com as mãos utilizando luvas. É importante usar as mãos para o tempero pegar bem;
  9. Depois, adicione o nabo e misture bem.

A receita está pronta, mas ela ainda precisa ser fermentada. Para isso, adicione a mistura em um pote de vidro limpo e com fechamento hermético. Aperte muito bem e deixe descansar 24h fora da geladeira para fermentar. Se estiver frio, deixe por 48h na temperatura ambiente.

2. Com repolho

  1. Comece fatiando o repolho em fatias bem largas;
  2. Depois, coloque em uma bacia e salgue bem, espalhando com as mãos. Então, deixe descansar durante aproximadamente 1 hora e meia, até murchar;
  3. Então, lave o repolho e reserve;
  4. Em outra tigela, pique uma cebola e 1 maço de cebolinha em pedaços grandes;
  5. Acrescente o repolho escorrido junto com as cebolas e adicione 1 pimentão vermelho batido com meia cebola;
  6. Depois, adicione 1 colher de molho de peixe coreano;
  7. Em seguida, acrescente 1 colher de açúcar bem cheia;
  8. Depois, coloque 1 colher de sopa de alho picado;
  9. Então, misture tudo muito bem com as mãos. Experimente para ajustar o sal;
  10. A receita é uma versão sem pimenta, apenas com pimentão, mas se deseja, acrescente a pimenta coreana neste momento;
  11. Por fim, passe para um pote de vidro limpo e deixe descansar fora da geladeira por 24h para fermentar.

Essa é uma versão de kimchi com repolho no lugar da acelga, muito interessante, pois o vegetal é mais facilmente encontrado. Se você não gosta ou não quer comer pimenta, é uma ótima opção. Também é um kimchi ideal para as estações quentes. Depois de pronto, pode ser conversado na geladeira por até 2 semanas.

3. Kimchi branco (sem pimenta)

  1. Corte uma acelga em 4 partes e retire a base. Então, corte o restante em fatias de 3 cm;
  2. Faça uma salmoura com água e sal e coloque em um recipiente grande. Adicione as acelgas picadas e deixe murchar;
  3. Vire as acelgas a cada 1 hora ou até que estejam macias como cozidas. Vai demorar em torno de 4 horas;
  4. Aperte as acelgas para retirar o excesso de água e a salmoura;
  5. Acrescente alho-poró cortado em rodelas de 1cm, coentro picado e 1 colher de pimenta branca. Misture bem com as mãos;
  6. Pegue um pote de vidro limpo e vá adicionando a acelga, comprimindo bem para que não fique com espaços vazios;
  7. Depois, feche bem o pote e deixe fermentar em temperatura ambiente por 24h no calor ou 48h se estiver frio;
  8. Passado este período, estará fermentado e pronto para o consumo.

O kimchi é tradicionalmente vermelho, seja pela presença da pimenta ou do pimentão. Contudo, há muitas variações da receita e cada família possui a sua. Para essa, que é chamada de kimchi branco, é utilizada apenas a pimenta branca, o que atribui o nome de kimchi branco. Essa receita também não leva caldo de peixe e é apta para veganos.

4. Substituição vegana

Pessoas vegetarianas ou veganas não consomem o kimchi tradicional por conter o tradicional caldo ou molho de peixe coreano. Mas tem como adaptar a receita para uma versão vegana, que pode ser consumida por quem não consome derivados de animais. Para fazer, basta escolher um dos preparos acima e no lugar do caldo de peixe, cozinhe 1 folha de alga kombu com cogumelos secos. Utilize a mesma quantidade indicada para o caldo de peixe nas receitas. A dica é da Chef Helena Jang especialista em culinária coreana.

+ Alimentos ricos em fibras

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa nova política de privacidade. Tudo bem Mais detalhes