Chá de cavalinha emagrece? Conheça a planta e seu uso

O chá de cavalinha é um diurético leve e possui efeito anti-inflamatório, mas será que ajuda mesmo a emagrecer?

0

Os chás em geral podem ser grandes aliados da saúde, além de trazerem outros benefícios, como os estéticos. É por isso que muitas pessoas consomem chás para emagrecer e obter benefícios para a pele, por exemplo. No caso do chá de cavalinha, muito se fala sobre ajudar no processo de emagrecimento. Mas será que ajuda mesmo? Entenda se emagrece, saiba para que serve o chá e os riscos do consumo em excesso.

Para que serve o chá de cavalinha?

cavalinha
Foto: divulgação/Uniarp

A Equisetum arvense, nome científico da cavalinha, é uma planta medicinal muito consumida em formato de chá. É amplamente conhecida por ter efeito diurético e por isso, muitas pessoas a procuram para emagrecer com saúde. Além disso, o chá de cavalinha ajuda a fortalecer os ossos por ser rico em cálcio, ferro e magnésio. Mas os benefícios para os ossos não param por aí, já que além de fortalecer, a planta auxilia no processo contra a degradação dos ossos, inibindo a osteoporose, além de outras doenças ósseas.

A ação diurética presente no chá de cavalinha é o que chama mais atenção, já que essa propriedade traz uma série de benefícios. A ação diurética é benéfica para as pessoas com pressão alta, já que a eliminação de líquidos é capaz de reduzir a pressão arterial. Também é interessante para a infecção urinária, já que ao promover a eliminação de urina, também ajuda a eliminar as bactérias causadoras da infecção. O chá também pode ser benéfico para quem possui outros problemas renais como a cistite ou nefrite.

Passando para os benefícios estéticos, alguns chamam a atenção, já que o chá de cavalinha é fonte de antioxidantes, além de ter ação adstringente e anti-inflamatória. Isso significa que o chá é capaz de melhorar a saúde da pele, pois combate os radicais livres que causam danos às células e causam o envelhecimento precoce. O consumo do chá também é capaz de equilibrar a oleosidade da pele e assim, diminuir a incidência de acne e outros problemas da pele.

Se é diurético, o chá de cavalinha emagrece?

Deixando todos esses benefícios de lado, o chá de cavalinha chama atenção e é muito procurado pela promessa de ser um aliado no processo de emagrecimento. No entanto, não existe nenhum estudo que comprove a eficácia do chá no processo de perda de gordura. O que acontece é que por se tratar de um diurético e anti-inflamatório, pode tratar a retenção de líquidos e diminuir o inchaço. Por conta dessa propriedade, o chá é utilizado no tratamento da obesidade, mas apenas como um complemento.

A nutricionista Fernanda Maluhy esclareceu ainda para o site Viva Bem que não existe um chá capaz de promover o emagrecimento. Sendo assim, o chá de cavalinha pode atuar na retenção de líquidos, diminuindo a sensação de inchaço. O processo de emagrecimento é complexo e exige uma combinação de uma série de fatores como alimentação, exercícios físicos, amparo emocional, entre outros. Portanto, procure ajude especializada para emagrecer com saúde.

Riscos e contraindicações

Por ser natural, muitas pessoas acabam consumindo grandes quantidades do chá por acreditarem que não vai fazer mal. No entanto, há riscos e contraindicações no consumo. O chá é contraindicado para gestantes, lactantes e pessoas com doenças cardíacas e hepáticas. Crianças e adolescentes também são desaconselhados a consumir o chá. Além disso, a cavalinha possui uma enzima que inativa a absorção de vitamina B. Em excesso, pode causar deficiência do nutriente no organismo.

Por ser diurético, o chá também é desaconselhado para pessoas que fazem o uso de medicamentos diuréticos, pois pode levar à perda de eletrólitos e desidratação. Os sintomas do consumo em excesso incluem fadiga, dores de cabeça e sensação de boca seca. Apesar de natural, o consumo de chás não deve ser excessivo e em alguns casos deve ter acompanhamento médico. A dosagem é feita de forma individual, cada profissional avalia de acordo com as necessidades do paciente.

Chá de cavalinha faz mal para o fígado?

Segundo este estudo, o chá de cavalinha em excesso pode sim prejudicar o fígado. Apesar de não apresentar toxicidade para o órgão, o consumo elevado pode causar alterações hepáticas a partir de três semanas após iniciar o consumo. O consumo prolongado do chá pode causar hepatite crônica, além de cirrose hepática. Portanto, não consuma o chá durante mais de três semanas sem orientação médica.

Como preparar o chá de cavalinha

chá de cavalinha
Foto: divulgação/ Nação Verde

A principal forma de se beneficiar das propriedades medicinais da cavalinha é a partir do consumo do chá. Ela é facilmente encontrada em lojas de produtos naturais, feiras livres e também supermercados. O preparo pode ser apenas com a cavalinha, mas pode ser feito também com hibisco, outra planta diurética ou gengibre, para potencializar os efeitos.

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de talos secos de cavalinha;
  • 1 xícara de água fervente.

Como fazer

  1. Coloque os talos de cavalinha em uma xícara e adicione a água quente;
  2. Tampe e deixe descansar entre 5 e 10 minutos;
  3. Coe e consumar até 2x ao dia.

O chá de cavalinha pode participar do seu processo de emagrecimento saudável, mas não deve ser consumido em excesso. Na dúvida ou se surgirem desconfortos, suspenda o consumo e procure orientação médica. E conheça também os benefícios do chá de hibisco.

FONTES: Tua Saúde e Viva Bem.

 

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa nova política de privacidade. Tudo bem Mais detalhes