Halloween nos Estados Unidos: saiba como a festa é comemorada por lá

Confira agora a origem do Halloween, como a festa chegou nos EUA, quais são suas tradições e símbolos associados à comemoração e algumas cidades americanas para se comemorar a festa.

0 284

O Halloween é uma das festas mais comemoradas no mundo todo, principalmente nos EUA. O Halloween nos Estados Unidos, ou o Dia das Bruxas, é celebrado no dia 31 de outubro, em que as pessoas se fantasiam com temas sombrios e as crianças pedem doces nas casas das pessoas. 

Mas antes do feriado chegar ao que é hoje, muitas coisas aconteceram. Confira agora a origem do Halloween, como a festa chegou nos EUA, quais são suas tradições e símbolos associados à comemoração e algumas cidades americanas para se comemorar a festa.

Halloween nos Estados Unidos
(Foto: Unsplash)

Origem

Há mais de 3 mil anos a festa do Halloween vem sendo praticada, e ela surgiu com os celtas, um povo que era politeísta e acreditava fielmente em vários deuses, que tinham relação com os animais e a natureza. O povo celta celebrava um festival chamado ‘Samhain’, que durava três dias, e tinha início no dia 31 de outubro. Além de ser celebrado o fim do verão, também era comemorada a passagem do ano celta, que começava no dia 1 de novembro.

Também acreditava-se que os mortos se levantavam e se apoderavam dos corpos dos vivos, e por conta disso, eram usadas diversas fantasias e a festa tinha decoração sombria, com o objetivo de se defenderem dos espíritos maus. Anos depois, durante a Idade Média, a Igreja passou a condenar o evento, e foi aí que surgiu o ‘Dia das Bruxas’.

Os curandeiros eram considerados bruxos, pois estes se posicionavam contra os dogmas da Igreja, e por conta disso, eram queimados na fogueira. A Igreja chegou a promover alterações no calendário, para tentar afastar o caráter pagão da festa, e desse modo, o Dia de Todos os Santos passou a ser celebrado no dia 1 de novembro (antes acontecia no dia 13 de maio).

O nome Halloween vem da junção das palavras ‘Hallow’, que significa santo, e ‘Eve’, que significa véspera. Essa tradição foi incluída na cultura da América, com a colonização das terras americanas, e o mais curioso de tudo, é que a tradição do Halloween foi passada de geração em geração, já que não existe nada escrito sobre isso.

Halloween nos Estados Unidos
(Foto: Unsplash)

Halloween nos Estados Unidos

A tradição lá é muito forte, e foi trazida por imigrantes irlandeses, em meados do século XIX. A festa faz muito sucesso e as crianças costumam usar fantasias sombrias. Elas também batem nas portas de casa, dizendo ‘Doces ou Travessuras?’, e se a pessoa negar o doce, as crianças ameaçam cometer uma travessura.

Em todo o país, é comum ver as casas e ruas decoradas com temas de bruxas, caveiras, múmias, vampiros e fantasmas, mas a marca principal da festa são as enormes abóboras com rosto e velas dentro. A celebração tem um grande valor comercial, mas diferente do Brasil, nos Estados Unidos a data é feriado. Além disso, a festa se tornou comum em outros países do mundo como, Canadá e Reino Unido, onde a tradição é bem forte.

 

Tradições e símbolos

Você sabe por que as crianças pedem doces nas ruas? É por conta da tradição celta, onde as pessoas ofereciam comida para tentar apaziguar os espíritos maus. As mulheres celtas tinham o costume de fazer um bolo chamada ‘bolo da alma’. 

Outra tradição famosa é a vela dentro da abóbora, que vem do folclore da Irlanda, e está relacionada com a figura de ‘Jack da lanterna’. Porém, a história original não tinha nada a ver com abóbora, e sim com um nabo. Diziam que Jack era um beberrão que conseguiu escapar do inferno, após enganar o diabo. 

Quando morreu, Jack não foi aceito no céu e nem no inferno, então passou a vaguear pelas noites, usando uma lanterna para iluminar o caminho, e essa lanterna era feita de nabo. A abóbora só veio depois, já que existe uma abundância desse fruto, na mesmo época da festa nos Estados Unidos.

Além das abóboras, que são símbolos fortes do Halloween, outros símbolos são bastante usados em decoração e fantasias como, bruxas, caveiras, múmias, fantasmas, zumbis, morcegos e gatos. Preto, roxo e laranja são as principais cores usadas na festa.

Halloween nos Estados Unidos
(Foto: Unsplash)

Cidades para comemorar o Halloween nos Estados Unidos

Se você gosta de uma boa festa e pretende celebrar a data nos Estados Unidos, confira algumas cidades em que a comemoração é bem forte:

 

  • Salem, Massachussetts – Salem é uma cidade famosa pela caça às bruxas. Apesar de ter uma história triste, envolvendo superstição e execução na fogueira de mulheres que eram consideradas bruxas, Salem é um ponto turístico hoje, devido a esse passado. Todo ano, a Cidade das Bruxas tem mais de 500 eventos relacionados ao Halloween, desde festivais, bailes, festas e competições de fantasia.

 

  • Sleepy Hollow, Nova York – Se você pretende celebrar a data em uma metrópole mundial, a cidade de Nova York é perfeita para isso. Mas se você quer mesmo tradições mais assustadoras, a dica é Sleepy Hollow, que fica a 60 quilômetros de Manhattan. Já ouviu falar da Lenda do Cavaleiro sem Cabeça? Essa história fictícia se passa em Sleepy Hollow, e fala sobre um homem sem cabeça que cavalga à noite, pela cidade. 

 

  • Buena Park, Califórnia – No sul da Califórnia, em Buena Park, você encontrará uma festa na fazenda temática mais antiga do país, a Knott’s Berry Farm, onde foi realizado o primeiro evento de Halloween dos EUA. Em outubro, no país, é aberta as visitações às plantações de abóboras, graças à tradição de carving, que é quando esvaziamos o interior do fruto para esculpir rostos e formas macabras, iluminando por dentro com uma vela. Nessa fazenda, que virou parque temático, existem as atrações macabras de Halloween como, labirinto e experiência interativa de zumbis.

 

Fonte: Toda Matéria e Brasil Escola

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa nova política de privacidade. Tudo bem Mais detalhes