Técnicas de pompoarismo: saiba como melhorar sua saúde íntima

O Dicas Delas vai te ensinar algumas técnicas de pompoarismo para aumentar sua libido em pouquíssimos minutos, além de explicar os benefícios que a prática traz.

0

O pompoarismo trabalha a musculatura vaginal, melhorando a saúde íntima e prevenindo diversas doenças genitais e uterinas. Além disso, esse exercício aumenta a satisfação sexual. Portanto, o Dicas Delas vai te ensinar algumas técnicas de pompoarismo para aumentar sua libido em pouquíssimos minutos, além de explicar os benefícios que a prática traz.

 

O que é pompoarismo?

Um exercício que fortalece o assoalho pélvico, criado há mil anos, originado da Índia. O pompoarismo se popularizou ao redor do mundo. Um tempo depois, um médico chamado Arnold Kegel passou a ensinar a prática para mulheres com incontinência urticária. Veja agora os benefícios da prática.

Técnicas de pompoarismo
(Foto: Divulgação)

Benefícios do pompoarismo

 

  • Aumenta a lubrificação
  • Reduz as cólicas menstruais
  • Eficaz no tratamento de incontinência fecal
  • Ajuda na hora do parto e na recuperação do tônus vaginal pós-parto
  • Previne a incontinência urinária
  • Auxilia no controle do vaginismo
  • Evita queda da bexiga
  • Regulariza o fluxo e ciclo menstrual
  • Diminui sintomas da menopausa
  • Previne miomas
  • Beneficia a irrigação sanguínea da região pélvica
  • Melhora o funcionamento do intestino
  • Reduz a flacidez vaginal
  • Indicado para tratamento de dispareunia
  • Resolve casos de anorgasmia

 

Contraindicações

Apesar de ser um exercício físico, benéfico para a saúde, algumas condições precisam ser discutidas com o médico. Veja quais:

  • Endometriose
  • Bexiga caída
  • Gestação (pode praticar após o terceiro mês)
  • Vaginismo
  • Dispareunia
  • Miomas
  • Cirurgias recentes
  • Infecções urinárias (não fazer se estiver com crise)
  • Candidíase
Técnicas de pompoarismo
(Foto: Divulgação)

Técnicas de pompoarismo

Primeiramente, você precisa buscar ajuda especializada, para receber orientação sobre seu tipo de musculatura. Assim, você descobrirá qual é o melhor treino para suas necessidades. Confira agora alguns exercícios que podem ser realizado por qualquer mulher com qualquer tipo de musculatura. Tente fazer o treino nessa ordem, para evitar tensões musculares. A dica é reservar um horário do dia para praticar, e pode ser no chuveiro, no carro, ônibus ou até mesmo quando se deitar para dormir.

Exercício 1: relaxamento da musculatura vaginal

Para começar, urine e esvazie a bexiga. Faça isso mesmo que não saia nada, então, contraia bem de leve a musculatura vaginal (MAP). Não sabe como fazer? É o mesmo movimento vaginal usado para segurar a urina, só que de forma mais leve. 

Após a contração leve, force o relaxamento de forma intensa, como se fizesse força para eliminar a urina. Faça os movimentos de contração leve e depois relaxamento por 10 vezes seguidas. Tire 20 segundos para descansar, e realize mais uma série de 10.

 

Exercício 2: fortalecimento da musculatura vaginal

Esse exercício pode ser feito em qualquer lugar e momento do dia. Faça quatro séries de 25 contrações da musculatura, mas com um movimento leve de expulsão da urina, seguido de uma forte contração. No exercício anterior, é uma forte expulsão e uma leve contração. No segundo exercício é o oposto, já que a expulsão ou relaxamento deve ser fraca, seguido de contração forte. Entre as quatro séries, descanse um intervalo de 30 segundos.

Técnicas de pompoarismo
(Foto: Divulgação)

Exercício 3: sustentando a contração

Mantenha a contração pelo tempo que conseguir, e contraia a MAP como se estivesse com vontade de urinar e precisasse apertar a vagina para o xixi não escapar. Segure a contração e comece a contar o tempo que consegue mantê-la. Anote e tente superar a si mesma a cada dia, aumentando mais o tempo da contração.

 

Exercício 4: coordenação motora da MAP

Parece ser mais difícil, mas se pegar a sincronia, vai conseguir realizar sem problemas. A respiração é fundamental nesse exercício. Primeiro, inspire profundamente, e contraia a MAP, ao mesmo tempo que soltar o ar. Relaxe a MAP ao inspirar novamente, no mesmo ritmo. Quando pegar o jeito, acelere a respiração junto com as contrações e relaxamentos da MAP. Para realizar o exercício, não existe um tempo certo, porém, quanto mais fazer, mais rápido os resultados vem.

 

Exercício 5: consciência corporal – técnicas de pompoarismo

Faça o exercício sentada, de preferência. Então, comece a movimentar o quadril para frente, para trás e para os lados, o máximo que conseguir. Quando estiver mais à vontade com os movimentos, inicie contrações da MAP enquanto faz os movimentos. Agora, procure sentir as diferentes partes da vagina se contraindo, de acordo com as posições dos movimentos do quadril. Faça quantas vezes quiser.

 

E depois?

Os exercícios devem ser feitos todos os dias, durante três meses. Se após esse tempo você já tiver conseguido o efeito que queria, pode passar a fazer apenas um dos exercícios, uma vez por dia.

Fonte: Vittude e Personare

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa nova política de privacidade. Tudo bem Mais detalhes