Conheça as 7 ervas de proteção e entenda para que servem

As 7 ervas de proteção são utilizadas em banhos energéticos, em defumações e também para a proteção do ambiente. Conheça e entenda mais.

0

Muitos são os usos das ervas na espiritualidade. As conhecidas 7 ervas são muito utilizadas para banhos energéticos de proteção, defumações de limpeza, além de protegerem o ambiente. É muito comum que as pessoas tenham um vaso com todas elas para espantar as energias ruins e purificar o ambiente. Veja quais são as 7 ervas e entenda os usos, além de aprender a cultivar.

Quais são as 7 ervas?

Antes de mais nada, é preciso conhecer quais são as 7 ervas. Muito utilizadas pela Umbanda, elas cumprem, no geral, o papel de limpeza energética e também de proteção. Elas são divididas em dois grupos, nos quais uma parte das ervas é utilizada para harmonizar, enquanto a outra é para a limpeza. Entenda.

Alecrim, espada-de-São-Jorge e manjericão

A espada-de-São-Jorge, conforme o nome já diz, simboliza a proteção e a força de São Jorge. Na Umbanda e no Candomblé a planta remete ao Orixá Ogum. Já o manjericão é a erva da alegria, do amor e da harmonia. Enquanto o alecrim é muito relacionado ao divino, além de ser relacionado à força criativa. As três plantas juntas são responsáveis por harmonizar o ambiente. Ou então, harmonizar a pessoa que toma o banho com as ervas.

Arruda, comigo-ninguém-pode, guiné e pimenta

Já essas quatro plantas são as responsáveis por limpar as energias negativas e densas do ambiente. É até comum que algumas delas, como a pimenta ou a arruda, sequem e morram quando absorvem as energias do ambiente. Elas são capazes de atrair para si as energias densas e depois de cumprirem seu papel, elas secam. Elas limpam do mau olhado, inveja e tudo que há de ruim.

A comigo-ninguém-pode consegue até desmanchar magias e feitiços, mesmo que antigos. Já a guiné é uma transmutadora de energias negativas, as transforma em paz e harmonia.

Para que servem as 7 ervas?

(Foto: reprodução/O Paraná)

Já falamos um pouco para o que servem as 7 ervas. Mas você sabia que elas podem ter diferentes usos? Elas podem tanto ser benéficas para a energia do ambiente, como também para a sua. Os usos mais indicados para o ambiente são a defumação e o vaso com as plantas, enquanto para a energia pessoal o banho é mais indicado. Entenda um pouco mais sobre cada uma das formas de uso.

Limpeza e harmonia de ambientes

O vaso com as 7 ervas plantadas garante a limpeza das energias densas, além de impedir que inveja, mau olhado e outras coisas ruins cheguem ao seu lar. Além disso, por conta especialmente do manjericão, o seu lar vai ser mais harmônico. Um vaso de 7 ervas ajuda a manter o ambiente sempre em paz, para todas as pessoas que vivem nele.

Defumação

A defumação com as 7 ervas é uma das mais procuradas, já que é excelente para limpar o ambiente. O fogo é o elemento da transmutação, por isso é um ótimo uso para essas ervas. Basta queimá-las junto com um carvão, passar em todo o ambiente de dentro para fora e dizer ou mentalizar a limpeza. Há também pontos e outros cantos específicos para a defumação com 7 ervas.

Banho de 7 ervas

Em lojas de produtos esotéricos ou mesmo em lojas de produtos naturais é possível encontrar as 7 ervas já prontas para o banho. Apenas tome cuidado para não ingerir, pois a comigo-ninguém-pode é extremamente tóxica! Siga as recomendações do produto ou da Mãe ou Pai de santo. E intencione o que deseja trabalhar com o banho, pois é o mais importante!

Como cuidar de um vaso de 7 ervas?

Por fim, que tal aprender a cuidar do vaso de 7 ervas? Pode ser um desafio para além do plano espiritual, já que nele temos plantas que precisam de cuidados diferentes. O alecrim é uma planta de poucas regas, enquanto o manjericão precisa de bastante água. Por isso, nem sempre que as plantas morrem é sinal de algo espiritual. Assista o vídeo para entender melhor como cultivar, além das dicas que destacamos nos tópicos abaixo.

Luz direta

A maioria das plantas do vaso de 7 ervas gostam de bastante luz solar. No entanto, a comigo-ninguém-pode e a espada-de-São-Jorge não gostam de sol em excesso. Por conta disso, é importante que o vaso tome luz solar direta em horários mais brandos, como a parte da manhã ou fim de tarde. Caso notar que elas precisam de mais sol, uma boa opção é utilizar uma tela de estufa para cobrir, assim elas vão receber a luz solar, mas sem tanta intensidade.

Regas

A diferença de necessidade de regas entre as plantas do vaso é bem grande, mas para cultivar você pode apostar no meio termo. Deixe o solo úmido, mas tente não encharcar. Após um tempo pode ser necessário replantar algumas das plantas.

Como plantar

Comece com um pedaço de manta no fundo do vaso, ele vai garantir uma boa drenagem do solo. Depois, coloque argila expandida e em seguida comece a plantar as ervas. Se possível, coloque as com necessidades de cuidados parecidas mais próximas umas das outras. Depois é só completar com terra e cuidar. Observe atentamente suas plantinhas, se começarem a secar sem explicação, pode ser que estão cumprindo seu papel de limpar o ambiente.

Confira também como cultivar a zamioculca, uma planta ótima para a prosperidade.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa nova política de privacidade. Tudo bem Mais detalhes