O que levar na bolsa maternidade: 30 itens não podem faltar

Chegou o momento que você mais esperava e com ele chegou também a hora de saber o que levar na bolsa maternidade

0

Arrumar a bolsa maternidade pode ser um misto de emoções, afinal, as expectativas estão a mil com a chegada do novo bebê. Mas pode também ser um momento de grandes dúvidas, por não saber direito o que é necessário levar. Mas não se preocupe, elaboramos uma lista completa com o que levar na bolsa maternidade, tanto para a mamãe, quanto para o bebê. Confira e não se esqueça de colocar a felicidade nessa mala!

O que levar na bolsa maternidade?

Antes de ver as listas, é importante refletir sobre o que é necessário para você durante o período que irá passar no hospital. Tudo dependerá também do tipo de parto, afinal, o tempo de hospital é bem diferente entre parto natural e cesariano. No caso do parto normal o período passado no hospital varia entre 24 e 48 horas. Já para quem passou pela cesárea, o tempo pode ser de até quatro dias no hospital. Considere isso ao fazer a sua mala.

A bolsa maternidade é parte fundamental da organização para a chegada do novo membro da família, já que os primeiros dias são um período de adaptação. A mala maternidade garante os itens básicos que fazem parte dos primeiros momentos entre mamãe e bebê. Por isso é tão importante se atentar ao que levar. Além disso, é importante saber também o que não levar, afinal, o espaço é limitado e nem tudo caberá na bolsa.

A quantidade de itens vai variar de acordo também com o local onde será o parto. Alguns hospitais costumam sugerir alguns itens, enquanto outros deixam essa questão um pouco mais livre. Independente disso, no geral o que você vai precisar é de itens de higiene para você, para o bebê, para o(a) acompanhante e roupas para usar durante a permanência no hospital. É importante separar um número extra de itens para garantir que não falte, mas ao mesmo tempo não é bom exagerar.

O que levar na bolsa maternidade: lista da mamãe

Foto: Unsplash

O mais importante ao arrumar a bolsa maternidade é não se esquecer dos itens básicos, como por exemplo, roupas extras para a mamãe. Considere que a roupa pode sujar com leite, além de optar por modelos com botões em cima. Além disso, há outros itens muito importantes como absorvente noturno para o sangramento pós-parto. Não se esqueça do carregador de celular, se desejar manter contato com a família durante o período no hospital. Veja a lista.

2 ou mais camisolas ou pijamas com botões na parte de cima para facilitar a amamentação;

1 roupão para banho;

6 ou mais calcinhas confortáveis;

4 ou mais pares de meias;

2 ou 3 sutiãs para amamentação;

Absorventes para os seios;

1 pacote de absorvente noturno;

Chinelo para o banho;

Chinelo ou pantufa para o quarto;

1 muda de roupa para saída da maternidade;

2 toalhas de banho;

1 toalha de rosto;

Produtos de higiene pessoal diversos como: escova de dentes, creme e fio dental, shampoo, condicionador, sabonete, hidratante, desodorante e escova de cabelo;

Prendedor de cabelo e presilhas;

Secador de cabelo;

1 sacola para roupas sujas.

O que levar na bolsa maternidade: lista do bebê

Foto: Unsplash

Agora que já montamos a lista da mamãe, vamos para a lista do bebê. Aqui é importante garantir roupas confortáveis, fáceis de trocar, como as opções com botões, por exemplo, fraldas e outros itens de higiene para o bebê. Além disso, o bebê recém-nascido tem muita dificuldade em manter a sua temperatura corporal, portanto, leve roupas mais quentinhas. Detalhe: se a época de nascimento for nas estações frias, também é importante levar luvas, toucas e mais de um cobertor.

6 body;

6 macacões;

6 pares de meias;

4 fraldas de boca;

1 cobertor macio;

1 muda de roupa para saída da maternidade;

2 mantas;

1 pacote de fraldas descartáveis tamanho RN;

2 toalhas de banho para recém-nascido com fralda;

Sabonete líquido para bebê com pH neutro;

Álcool 70%;

Algodão;

Pomada para assaduras;

1 sacola para roupas sujas.

O que levar para o(a) acompanhante?

As mães tem direito a um acompanhante no período que passam no hospital. Essa pessoa dormirá no quarto junto com a mãe e o bebê e estará presente para auxiliar nestes primeiros momentos. Por isso, a bolsa maternidade também precisa ser feita por quem acompanhará o nascimento e os primeiros dias. É importante que a arrumação destes itens não sobrecarregue a mãe, pois é comum que principalmente os maridos centralizem todas as tarefas domésticas para a mulher. O acompanhante precisa lembrar que a mãe já tem muitas outras tarefas neste momento.

A mala do(a) acompanhante precisa levar pijamas, roupas para o hospital, chinelo e itens de higiene necessários para o período de permanência no hospital. É preciso se lembrar também do carregador de celular para manter contato com a família enquanto a mãe estiver se recuperando.

O que levar na bolsa maternidade: documentos

Ninguém deseja ter problemas com burocracias no momento da internação, não é mesmo? Por isso, é importante separar um espaço para os documentos importantes e conferir se todos estão em seus devidos lugares. RG, CPF ou CNH da gestante, cartão da gestante, carteirinha do plano de saúde ou cartão do SUS são primordiais. Se for plano de saúde, também é preciso levar a guia com a autorização.

Quando o bebê nascer, o pai ou a mãe precisará registrar a criança no cartório. Certifique-se de garantir os documentos exigidos para o registro como a declaração emitida pelo hospital e os documentos dos responsáveis pelo bebê. O prazo para o registro é de 15 dias.

Quando arrumar a bolsa maternidade?

O período da gestação pode ser cheio de surpresas e o dia do nascimento pode variar, especialmente se o for um parto natural. Por isso, é bom estar preparada para os imprevistos e garantir que tudo estará pronto quando você precisar. É recomendável começar a arrumar a bolsa maternidade aos 6 ou 7 meses de gestação, para garantir os itens essenciais. Arrume com roupas básicas, além dos itens de higiene. Na hora de escolher a mala, opte por uma com um bolso de fácil acesso para os documentos.

Deixe a mala em lugar visível, de fácil acesso e que seja rápido para pegar se precisar ir às pressas para a maternidade. É importante que o(a) acompanhante também deixe a mala pronta para poder apoiar a mãe integralmente antes e após o nascimento.

Ao fazer as malas, tenha a lista em mãos e confira todos os itens. Além disso, verifique a quantidade de dias que irá passar no hospital e considere a estação de nascimento do bebê. Os itens variam bastante dependendo do clima. Se organizar é o melhor a se fazer para garantir que esse momento seja ainda mais feliz e tranquilo para todos os envolvidos!

+ Como dar banho em recém-nascido passo a passo

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa nova política de privacidade. Tudo bem Mais detalhes