5 dicas para criar seu planejamento financeiro pessoal

Se planejar é a chave para conseguir economizar e cumprir metas financeiras. Aprenda como se organizar e poupar

0 660

Pagar todas as contas mensais e ainda conseguir guardar dinheiro é um grande desafio para grande parte das pessoas. O planejamento financeiro pessoal é uma forma de conquistar mais controle sobre as finanças e assim conquistar metas financeiras. Por isso, entenda sobre o assunto e saiba como criar o seu.

O que é um planejamento financeiro pessoal?

Um planejamento financeiro é uma ferramenta para organizar as finanças pessoais. Com ele é possível anotar ganhos e gastos e também definir suas metas de economia. Ao ter acesso a esses dados você pode ter uma visão melhor das suas finanças pessoais e assim, decidir se pode fazer determinada compra. Além disso, também dá pra definir um valor mensal para poupar.

Ele não é algo fixo, mas se molda de acordo com cada realidade. É por isso que ele é tão efetivo, porque é possível registrar sua vida financeira de forma personalizada, com a renda mensal e os objetivos específicos de cada caso. Toda grande decisão financeira deve ser planejada para que ocorra de forma estável e evite situações ruins, como por exemplo, dívidas.

5 dicas para criar o seu planejamento financeiro pessoal

(Foto: Pexels)

Agora que você já sabe o que é um planejamento financeiro e entende sua importância, que tal tentar fazer o seu? Selecionamos algumas dicas para você conseguir organizar as finanças e objetivos materiais. Confira!

1. Comece anotando ganhos e gastos

O primeiro passo é anotar e saber exatamente o quanto ganha e o quanto gasta por mês. Se a sua renda mensal vem de diferentes fontes, anote todas elas, bem como as datas em que recebe cada pagamento. Depois, anote as despesas mensais. Nos próximos dias vá anotando também tudo que gasta, cada cafézinho faz diferença! Dessa forma, com o passar dos meses, é possível observar o que pode ser cortado para economizar.

2. Estabeleça metas e objetivos

Depois de observar o quanto ganha e o quanto recebe, é possível estabelecer metas de economia. Esse valor pode variar bastante de acordo com o quanto você recebe. Você pode calcular uma porcentagem, por exemplo 10 ou 20%. Ou então, estabelecer um valor. Pense também quais são os seus objetivos de economia. É uma viagem? Então anote os detalhes dessa viagem, quando quer ir, quantos dias quer ficar, pesquise o valor que vai precisar gastar para guardar.

Você também pode poupar uma parte desse valor para possíveis imprevistos, criando um fundo emergencial. Esse fundo vai ser uma poupança ou carteira de investimentos onde você poupa dinheiro para se prevenir de emergências financeira. Então, caso acontecer alguma coisa, você evita dívidas.

3. Corte gastos desnecessários

Depois de conhecer sua realidade financeira e estabelecer metas e objetivos, é hora de começar a poupar na prática. Ao conhecer a sua realidade, é possível observar o que pode ser cortado. Você tem o costume de comer fora muitas vezes por semana? Tente começar a cozinhar em casa para economizar. Também evite gatilhos financeiros, como muitas idas ao shopping, por exemplo. Assim você vai conseguir cortar o que for desnecessário.

4. Pense em investir dinheiro

Tudo bem começar guardando dinheiro na poupança, afinal, ela é bem simples de usar e não apresenta riscos. Mas também não traz retorno, é por isso que pensar em investir dinheiro é uma boa, já que garante uma renda extra. Depois de algum tempo com o seu planejamento financeiro, você terá mais percepção do que é possível para o seu caso. Então, comece a pesquisar sobre tesouro direto, ações e outros tipos de investimentos. Certamente vai encontrar algo ideal para seu perfil financeiro.

5. Informe-se sobre educação financeira

Para entender sobre finanças é preciso tirar um tempinho para estudar. Existem cursos, mas também há muitas opções de canais no YouTube, blogs e perfis nas redes sociais que ensinam sobre finanças gratuitamente. Pesquise e encontre pessoas que falam sobre uma realidade financeira que se aproxima da sua. Você vai ver como vai descomplicar suas finanças!

Benefícios de um bom planejamento financeiro

(Foto: Pexels)

Ainda não está convencida da importância de um bom planejamento financeiro? Então confira os benefícios de se planejar e saber quanto ganha e quanto gasta? Veja a seguir.

  • Evita dívidas;
  • Traz percepção e conhecimento da sua realidade financeira;
  • Proporciona controle de gastos;
  • Evita gastos supérfluos;
  • Aumenta o poder de compra;
  • Te ajuda a planejar gastos financeiros altos;
  • Traz autonomia nas finanças.

Esses são apenas alguns benefícios de se planejar financeiramente. Por isso, vale a pena pensar em começar a fazer o seu e retomar as rédeas da sua vida financeira. Conheça também o mapa dos sonhos, outra ótima ferramenta para realizar seus objetivos.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Para mais informações, consulte a nossa nova política de privacidade. Tudo bem Mais detalhes