Maskne: saiba como cuidar a acne causada pela máscara

Usar uma máscara facial é uma das melhores maneiras de reduzir a propagação de Covid-19. E você provavelmente sabe disso também. Usar uma máscara em público tornou-se nosso novo normal, e as coisas continuarão assim por um tempo. Mas é difícil ignorar que usar máscara traz alguns efeitos colaterais, um dos quais você mesmo pode estar experimentando a acne. Ou como é chamada: maskne.

Mas calma, o problema tem solução e você não está sozinha nisso.

O que é Maskne?

Maskne é a acne causada especificamente pelo uso constante das máscaras devido aos tempos atuais. Reclamações sobre espinhas, cravos, erupções cutâneas e outros problemas de pele atingiram um nível de febre e muito disso pode estar relacionado ao uso de uma máscara.  Isso porque, o atrito entre a máscara e a pele pode causar uma coisa chamada acne mecânica, que é comum em pessoas como jogadores de futebol que usam tiras de queixo e capacetes por longos períodos.

“Esse atrito causa inflamação e irritação, o que leva à obstrução dos poros – e assim causar a acne”, diz Fábio Gontijo, médico dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e pelo Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE).

Essa fricção não só leva ao entupimento dos poros, mas também pode quebrar a barreira da pele, a camada microscópica de óleos e gorduras protetoras que protegem a pele contra bactérias e também mantêm a hidratação dentro da pele. Isso não só pode piorar a acne, mas também pode causar problemas específicos em pessoas com pele seca ou sensível.

 

Por que a Maskne está cada vez mais comum?

O tecido espesso das máscaras em geral cria um ambiente diferente na região da boca e nariz, mais escuro e úmido, o que favorece a proliferação de bactérias, bem como a inflamação da pele e uma piora das alergias.

Em suma, as máscaras são uma tempestade perfeita de possibilidades para espinhas, mas por favor, não deixe suas espinhas, ou medo de pegá-las, o impeçam de usar máscara (repetimos: ela é fundamental ). Veja como tratar as manchas que você tem e evitar que a máscara apareça de modo seguro. Afinal, saúde em primeiro lugar.

 

Já que a máscara é essencial para nossa proteção, como fazer para se livrar das acnes?

De acordo com o especialista, manter a rotina de cuidados com a pele é fundamental neste momento.

  • Lavar o rosto duas vezes ao dia (nem mais, nem menos) com sabonete específico para seu tipo de pele;
  • Usar hidratante. Além disso, certifique-se de que seu hidratante não seja comedogênico, o que significa que ele não obstruirá os poros e causará erupções;
  • Evitar tomar banho com água muito quente, para que não haja um rebote de oleosidade.
  • Lembrar de jamais dormir com maquiagem;
  • Se possível, busque máscaras de algodão, que não criam tanta fricção contra a pele e são seguras;
  • Lave a máscara com frequência para reduzir a quantidade de sujeira e bactérias que podem permanecer no tecido (e então serem transferidas para o seu rosto). Melhor ainda, invista em várias máscaras.

Se você é propenso a acne , evite máscaras de pano feitas de tecidos ásperos e opte por aquelas feitas com fibras de algodão. “O algodão não é apenas mais macio e menos irritante para a pele, mas também respirável, o que significa que criará um ambiente menos úmido para o desenvolvimento das erupções ”, diz. Dr. Fábio Gontijo.

Muito importante também: se você estiver usando uma máscara reutilizável , certifique-se de lavar com muita frequência. Uma máscara germinal não está fazendo nenhum favor à sua pele (e à sua saúde, obviamente). “Lave sua máscara após cada uso com um detergente suave sem corante e sem perfume”, diz.

Maquiagem e a Maskne

Quando a maquiagem fica presa na pele em um ambiente úmido, é basicamente uma passagem unilateral para erupções e poros entupidos. Contudo, sabemos que a make pode ser um impulsionador do humor para algumas pessoas durante essa pandemia, então se você ainda quiser usar base, por favor, use uma que não seja oleosa e não comedogênica. Após o uso, faça uma bela limpeza no rosto.

Como tratar em casa e quando procurar um especialista?

Sempre que ouvimos ‘acne’, nossa tendência é ser realmente agressiva porque queremos que ela desapareça. No entanto, quando a barreira da sua pele provavelmente está comprometida, essa é a pior coisa que você pode fazer. Em vez disso, procure um profissional que poderá aconselhar qual produto é mais indicado a sua pele. “Quando ocorre uma alteração na oleosidade da pele, ou aparecimento de lesões de acne, deve-se procurar orientação médica e jamais se automedicar”, explica Fábio Gontijo.

Como há diferentes tipos de acne, é preciso que o paciente busque auxílio médico para que o problema seja corretamente avaliado e os cosméticos ou medicações certas sejam prescritas.

Evitem a automedicação. Muitas vezes, na tentativa de melhorar o quadro, os pacientes tentam utilizar fórmulas por conta própria, muitas vezes indicado pela amiga que “usou e deu certo”, e o quadro acaba piorando. Procure sempre seu dermatologista.

 

Comentários (0)
Comentar